Header Ads

Cliente pede advogada em casamento durante audiência no ES

Pablo Rodrigues solicitou à juíza que registrasse o pedido em ata.
Agora, os noivos querem se casar no Rock in Rio.


Era uma audiência comum na 10ª Vara do Trabalho de Vitória, nesta terça-feira (26). Pablo Rodrigues, de 43 anos, entrou com uma ação contra a empresa em que havia trabalhado, pedindo adicional de periculosidade. Mas, ao fim da sessão, solicitou à juíza que registrasse em ata um requerimento inusitado: o pedido de casamento à advogada que o defendia.
Casal participa de concurso para o Rock in Rio (Foto: Reprodução/ Arquivo Pessoal)Casal participa de concurso para o Rock in Rio
(Foto: Reprodução/ Arquivo Pessoal)
O 'sim' de Silvia Veloso se juntou às considerações da magistrada Flavia Fragale e oficializou a pretensão da união.
Tudo foi planejado por Pablo a caminho da audiência. O casal está participando de uma promoção para se casar no Rock in Rio, em setembro deste ano, e já foi aprovado em duas etapas. “Não sei se a gente vai passar dessa, mas a próxima fase seria fazer um pedido de casamento inusitado. Foi então que pensei em fazer algo que ela jamais iria imaginar”, contou ele.

Noivo de Silvia, de 29 anos, Pablo também é advogado e os dois têm um escritório em sociedade. Como ele não faz audiência trabalhista, essa seria uma oportunidade única em que os dois estariam juntos em sessão, sendo ele como cliente e ela como advogada. “Era a chance perfeita”, falou Pablo.
Após o noivado, o plano de Silvia e Pablo era que o casamento acontecesse em 2016, já que os dois haviam investido muito na festa e no escritório que tinham acabado de montar em sociedade. “Nesse ínterim, surgiu a promoção do Rock in Rio. Nos inscrevemos na última hora do último dia e fomos sendo aprovados”, disse Pablo.
O casal fez uma festa de noivado para mais de 100 pessoas em 2013, mas, na ocasião, Silvia contou que não foi pedida em casamento, mas em noivado. “Ele é solteiro convicto. Tem 43 anos e viveu solteiro até então. Quando foi nosso noivado, ele achou que tinha que me pedir para ser noiva dele, não para a gente se casar”, explicou a advogada.
Pablo e Silvia (Foto: Arquivo pessoal)Pablo e Silvia (Foto: Arquivo pessoal)
Como só havia pedido Silvia em noivado e não em casamento, verdadeiramente, o advogado resolveu pensar em algo diferente, para suprir a 'falha'. E ela contou que, nem de longe, imaginou que o pedido viesse assim. “Eu pensei que ele fosse fazer alguma coisa na praia, porque ele faz kitesurf e eu também gosto. Jamais pensei que fosse ser numa audiência. Ele me pegou de surpresa mesmo”, contou Silvia.
A juíza do Trabalho Flavia Fragale, que fazia a audiência, falou que a advogada até pediu para adiantar a sessão, porque não estava passando bem. “No final, o reclamante (Pablo) pediu a palavra. Ele queria fazer um requerimento para constar em ata. Eu não entendi, mas ele disse que, quando falasse, eu ia entender”, relatou.
Flavia contou que, após o pedido, a reação de todos foi de espanto. “A primeira coisa que eu fiz foi olhar para ela, que ficou muito surpresa. Ela aceitou. Então, eu pedi o consentimento dos outros que estavam participando da audiência e todo mundo concordou em acrescentar o pedido em ata”, explicou a juíza.
Agora, fica a torcida do casal para seguir adiante no concurso. "A gente vai se casar, de qualquer jeito. Só precisamos saber se vai ser esse ano ou ano que vem", brincou Pablo.
História
Silvia e Pablo se conheceram na faculdade, quando ela era aluna dele. Na época, Pablo era noivo e Silvia era casada, o que os impediu de ficarem juntos. Anos depois, com o fim do relacionamento dos dois, eles se reencontraram e começaram a namorar, em junho de 2010.
Pedido de casamento foi incluído na ata (Foto: Reprodução/ Documento)Pedido de casamento foi incluído na ata (Foto: Reprodução/ Documento

Nenhum comentário

Se você tem um comentário, seja ela uma dúvida, crítica ou sugestão, este espaço é aberto para você:

Tecnologia do Blogger.