Header Ads

Casamento árabe tradicional (ortodoxo)

Todas as festas muçulmanas incluindo também o casamento, é uma forma de adoração a Deus. O casamento árabe tradicional baseia-se num contrato que é feito entre o noivo, a noiva e o seu guardião em que a noiva pode não estar presente desde que esteja de acordo e que tenho um representante. A noiva deve ir para o casamento no estado de pureza (virgem) e o casamento não pode ser consumado no período de espera ( fase menstrual da mulher) pois, na manhã seguinte à noite de núpcias terá de ser exposto na janela um lençol que comprove a pureza da noiva.

Como o Islão é muito mais que uma religião: suplementa os princípios de uma vida social ou política. O casamento muçulmano pode acontecer de diversas maneiras, dependendo da cultura e da região onde este é celebrado. As mulheres muçulmanas não podem casar fora da sua religião, embora os homens muçulmanos o possam fazer.

Na cerimônia Manjha a noiva é envolvida com uma pasta um ou dois dias antes do casamento. A pasta é feita à base de açafrão, sândalo e óleo de jasmim e oferecida pela família do noivo. Nesta cerimônia a noiva é pintada com “henna” nas mãos e nos pés. Após este ritual a noiva só poderá sair de casa no dia do seu casamento.

No dia do casamento, a noiva é levada para casa do noivo num cortejo liderado por uma bailarina de dança do candelabro e por músicos, numa cerimónia tradicionalmente egípcia, mas adotada pelos árabes denominada por “Zeffa”. Após a chegada da noiva na casa do noivo é feita uma procissão do noivo, de familiares e amigos até ao local onde se realizará o casamento.

O casamento realiza-se numa mesquita e é celebrado por um sacerdote ou por qualquer homem que tenha presente as tradições do Islão. A cerimónia pode realizar-se a qualquer hora do dia, embora hajam dias proibidos: Dias de Eid (dias após o ramadão), e no dia de Ashura (nono ou décimo dia do primeiro mês do calendário do Islão).

A chegada do noivo à mesquita é acompanhada com música de instrumentos tradicionais, depois disso é feita uma troca de dinheiro entre o noivo e o irmão da noiva e festejam com um copo de sherbet. Na entrada da mesquita, as irmãs da noiva dão as boas-vindas aos convidados tocando-lhes com um bastão adornado com flores.

Na presença dos noivos e de duas testemunhas, o sacerdote questiona se ambas as partes estão de acordo e satisfeitas com a união, recita o primeiro capítulo do Corão e faz a bênção. O casamento dá-se por consumado e é registrado com a assinatura dos noivos e de duas testemunhas.

São atiradas moedas à noiva em forma de celebração. O noivo cumprimenta as mulheres mais velhas da família e oferece presentes às irmãs da noiva. Na festa e no jantar, após a cerimónia, homens e mulheres festejam em salões separados e a família do noivo celebra separadamente dos demais.

Os noivos passam a sua primeira noite na casa dos pais da noiva, em quartos separados. Na manhã seguinte, os pais da noiva oferecem ao noivo roupa, dinheiro e presentes.

Já para a cerimônia Nikah é erguida uma tenda para celebrar o casamento. As duas partes ouvem um sermão relativo ao casamento, feito por um oficial muçulmano. Não existem especificações especiais, a cerimônia do casamento depende muito de quem a celebra. Alguns sacerdotes recitam o primeiro capítulo do Corão, e fazem a bênção. O casamento é registrado, e assinado primeiro pelo noivo e por duas testemunhas. A noiva assina na sequência. Os documentos do casamento são preenchidos na mesquita. O noivo é levado para o lado das mulheres. Ele oferece dinheiro e presentes às irmãs da noiva. O noivo recebe a bênção das mulheres mais velhas da família e cumprimenta-as. Pode-se atirar confetis à noiva, só que é mais tradicional atirar moedas, pois este gesto é mais antigo.

Segue-se um jantar, que é servido separadamente a mulheres e a homens. A família do noivo festeja à parte. Depois da primeira refeição, o noivo e a noiva sentam-se juntos e um grande lenço é usado para cobrir as suas cabeças enquanto o sacerdote e os noivos fazem algumas orações. O Corão é mantido entre eles e é-lhes permitido ver-se um ao outro através do reflexo de espelhos. Diversos doces e frutas secas são servidos aos convidados.

A cerimônia Rukhsat é celebrada na casa que os noivos irão moram. O pai da noiva entra com sua filha e a entrega a seu noivo pedindo que o mesmo a proteja para sempre. Dão-se as despedidas finais. Outra tradição que pode acontecer, é quando a noiva entra na sua nova casa, a sua sogra segura o Corão sobre a noiva e sobre o noivo. Quatro dias depois do casamento a noiva é levada para a casa dos seus pais. A recepção do casamento acontece quando o noivo leva a noiva e a sua família de volta para uma recepção dada pela sua família. É aqui que as duas famílias se tornam uma só.


20120630-051033.jpg
henna nas mãos da noiva

foto: reprodução

Nenhum comentário

Se você tem um comentário, seja ela uma dúvida, crítica ou sugestão, este espaço é aberto para você:

Tecnologia do Blogger.