Header Ads

NOIVADO: do planejamento à celebração


Hoje escreverei sobre um momento maravilhoso, onde os sonhos começam a aflorar com mais vivacidade e começam a se concretizar também, afinal você encontrou a pessoa ideal, um amor para a vida toda (pelo menos é por isso que se espera) e é com base neste amor que se constrói o começo de tudo, desde o noivado...

Chega um momento que o casal decide que já estão prontos para o casamento e anunciam seu noivado, e aí começam os preparativos e planejamentos que envolvem o compromisso matrimonial e até mesmo o próprio corre-corre que envolve a comemoração de noivado, caso eles resolvam comemorar!

E na verdade eu acho que devem sempre fazer um forcinha e comemorar este momento tão especial, este ponta-pé na vida a dois e no sonho de um conto-de-fadas! Se a vida a dois não é tão fácil assim no dia-a-dia e sempre o casal tem que estar superando vários tipos de dificuldades e provações, isso não importa nesta fase... o que apenas importa são os sonhos e...celebrar!

Assim, não só eu mas a maioria das pessoas que seguem as tradições do matrimônio consideram o NOIVADO o primeiro ritual de tantos que envolvem o casamento!


Mas como surgiu o noivado?

Na verdade existem várias histórias que tentam explicar o começo desta tradição, mas a que eu considero mais perto da nossa realidade é o fato que a festa de noivado há muito tempo, servia para formalizar o acordo entre os pais, um combinado que muitas vezes começava lá atrás quando os noivos eram crianças ou nem mesmo eram nascidos e, nestes casos, a comemoração servia para apresentar o casal que não se conhecia pessoalmente.
Muitos casais ficam em dúvida se devem ou não comemorar esta fase, esta etapa pré-casamento e quanto ao que fazer nessa festividade, porém não há regras fixas para a essa celebração - tanto o noivado quanto o casamento mudaram demais durante os anos porém os RITUAIS e as FESTAS ficaram, para a nossa alegria, para quem gosta das tradições!

Não são poucos os jovens que fazem questão de NOIVAR: há noivos que preferem noivar intimamente e depois comunicar à família, sem nenhum festejo ou comemorando após o noivado à dois. Alguns outros escolhem uma data para a comemoração como o aniversário de um dos dois, o Dia dos Namorados (muito comum esta data para noivados) entre outras datas, e daí ficam noivos nestas datas festivas.


Momento Relato Real da Amandica:

Como minhas leitoras sempre me perguntam como aconteceu comigo, lá vai: quando completei 30 anos em 20 de janeiro de 2004 após um dia intenso de almoço com familiares, corte de bolo com minha avó paterna(ainda viva na época) mas que estava acamada em uma cama (mas com uma cabeça ótima), a noite fui levada para um maravilhoso restaurante de São Paulo; ele pediu uma Veuve Clicquot Ponsardin e escolhemos um prato da cozinha mediterrânea (lembro-me até hoje) e conversa vai, conversa vem, ele sacou de um cartão que estava escrito mais ou menos que "ele tinha certeza que eu era a mulher da vida dele e se eu queria casar" e nisso sacou as alianças do bolso no modelo que um dia, no começo do namoro eu comentei que se um dia eu casasse eu queria ganhar usar aquelas alianças (e ele lembrou e na época comprou, mas juro que quando comentei foi sem nenhuma intenção, mesmo porquê tínhamos 2 meses de namoro!) - foi um dos dias mais emocionantes da minha vida! Eu ostentava aquela aliança na mão direita como um troféu, toda boba na época...e dali 3 dias, no fim de semana, chamamos toda a família e fizemos um "luau" com direito a praia, piscina, churrasco, comida japonesa e muito mais, no apartamento dos meus sogros no Guarujá - amigos e familiares chegaram 10h da manhã e os últimos convidados se foram às 3h da madrugada! Todos de bermudas, biquines, muito sol, alegria contagiante!

Bom, agora que vocês já sabem como aconteceu comigo, vamos voltar à celebração do NOIVADO...

Com certeza cada casal deve escolher o que é melhor, segundo suas preferências, relacionamento, ritmo seus estilos e personalidades! O importante é celebrar e do seu jeito!


Mas o costume, a tradição é: o casal que decide fazer uma celebração de noivado, ela geralmente é voltada para as duas famílias e os amigos mais íntimos, que celebram a trajetória do casal. Não é preciso convidar todos os convidados que se pretende chamar para a cerimônia do casamento, mesmo porquê é muito cedo para saber a "lista de convidados" (outro assunto que traz muita discussão e ás vezes alguns probleminhas contornáveis), mas o noivado com certeza é a primeira grande celebração que envolve o casal oficialmente!!

Então o noivado pode ser realizado em diversos lugares (tanto casa do noivo como da noiva), em restaurantes, um local alugado, e várias outras opções! É uma comemoração que segue alguma tradição mas totalmente flexibilizada como expliquei pelas vontades e preferências do casal!

Também poderá ser simples ou elaborado: pode-se oferecer um almoço ou jantar, um brunch, ou até mesmo, um churrasco e a decisão deve partir do casal!

Hoje em dia os noivados ficaram mais "elaborados", pois existem famílias que preparam/encomendam convites para chamar os seus queridos amigos e familiares para a comemoração, bolo de pasta americana, muitas vezes topo de bolo, lembrancinhas diversas, bem casados, docinhos entre outras gostosuras, mesmo que seja só para os familiares e amigos mais íntimos! Até mesmo chamar um fotógrafo e um vídeomaker virou comum!



AmanDICAS:

- Considero importante que, desde o início, o casal limite a participação da família, assim no decorrer de outros planejamentos e preparativos, a família não fique se intrometendo de forma exacerbada (de ambos os lados), chegando até mesmo a atrapalhar o planejamento do casal e muitas vezes criando situações inconvenientes. Vocês podem e devem receber opiniões das famílias, é importante, mas isso é muito diferente deles poderem se intrometer em suas decisões!;

- Se um dos futuros noivos já têm filhos ou os dois possuem, eles devem ser os primeiros a serem informados da decisão do noivado, e é os psicólogos advertem que é mais certo a aceitação quando a comunicação é feita por cada um, sozinhos com seus filhos pois se eles tiverem que reagiar de alguma forma, o farão só para seus pais (seja o futuro noivo ou a noiva); depois vocês marcam um encontro ou já é marcada a comemoração do noivado caso tudo esteja "certo";

- Em uma das partes tendo problemas de relacionamento com uma das famílias, não pense que o casamento resolverá tudo, pois na prática isso dificilmente acontece - seja uma noiva ou um noivo educados e não excluam nenhum dos familiares mais íntimos da festa de noivado por conta de problemas não resolvidos e/ou afinidades;

- Se um dos noivos ou os dois já forem separados ou divorciados, têm-se que atentar se o divóricio já foi realizado, e os psicólogos também dizem que para seu íntimo é importante que haja uma informação ao ex-parceiro (a) ainda mais se há filhos envolvidos - mas veja bem, não é ter que dar satisfação deste momento que é só dos noivos, é só um comunicado, pois acredita-se que é sempre melhor que a notícia seja dada pelos ex-companheiros do que por terceiros;

- Os pais (ou quem os tenha criado, como avós etc, na falta dos pais) devem ser sempre os primeiros a saber sobre a decisão do noivado. Acredite: isso demonstra consideração e afeto, mesmo que vocês não sejam os melhores amigos um do outro (muitos pais e filhos não se dão tão bem assim);

- No caso do noivado estar acontecendo por motivo de gravidez (sim, mesmo hoje em dia algumas famílias ainda ficam chocadas com a notícia), a família deve ser comunicada o quanto antes pois neste caso os preparativos do casanento serão mais "acelerados" e seria interessante que as famílias de ambos os noivos colaborassem para o bom entedimento e com os preparativos também;

- Durante a comemoração do noivado, o casal deve tentar ser um bom anfitrião dando o mínimo de atenção a todos, mesmo que os convidados sejam apenas as pessoas mais íntimas do casal (intimidade não quer dizer desleixo);

- Mantenham todo o orçamento em mente e não gastem mais do que auilo que planejaram com a comemoração do noivado, afinal, logo em seguida vem um momento de muitos gastos, pesquisas e planilhas: os preparativos do casamento: um bom planejamento em termos financeiros do casamento começa no noivado!


Formalidade e Tradição

Hoje em dia muitos casais ainda fazem questão de um noivado tradicional, dentro da formalidade, ou até mesmo suas famílias, e se os noivos aceitarem o que as famílias determinam (só no caso deles aceitarem isso para ele, afinal é um momento da família mas principalmente do casal) então eles deverão optar por um jantar mais chique, mais requintado com a presença dos membros principais das famílias de ambos.

Em seguindo a TRADIÇÃO, o mais formal seria os pais da noiva ou seus parentes mais íntimos oferecerem este jantar, ou podendo ser um almoço também, e os convites podem ser feitos pelos próprios noivos ou pelos seus pais (ou quem oferece o jantar/almoço).


Mas vejam bem, não estou dizendo que DEVE SER ASSIM... no primeiro texto escrevo bem sobre como tudo pode ser leve, sem rigidez, sendo algo enxuto, sem gastar muito, para deixar os gastos para depois, nos preparativos do casamento. Mas tenho que escrever sobre a parte mais tradicional do noivado e eis o que faço nesta segunda parte da matéria ok?

Em que momento o noivo pede a mão da amada, formalmente?

O mais comum e tradicional é que o pedido aconteça um pouco antes de servido o almoço ou o jantar, mesmo porquê, apesar de todos saberem o motivo de estarem reunidos ali, é de bom tom introduzir à todos tais motivos, que os levaram à esta reunião....assim o pedido pode acontecer com um breve discurso do noivo, e deve este se dirigir ao pai da noiva (ou à quem tenha este papel na falta do pai: avô, padrinho, tio etc) para que possa pedi-la em casamento, neste caso não sendo apenas um comunicado do noivado, mas tradicionalmente deve ser feito mesmo um pedido, mas que o seja de forma romântica e sem embaraços.


Os pais da noiva devem dar a aprovação, bem como os pais do noivo e neste momento então há a troca de alianças, que poderão ser trocadas para o casamento, ou à época dele, gravam-se seus nomes e data do casamento (os nomes podem ser gravados para o noivado também!).

Na troca de alianças, sejam românticos, exteriorizem a alegria do momento, afinal, não é porquê vocês optaram em seguir a tradição que devem ser duros ou frios; se optarem ser ainda mais tradicionais, em vez de trocar as alianças entre si, o pai do noivo pode colocar a aliança na mão da noiva e a mãe da noiva coloca a aliança na mão direita do noivo para que o casal usá-las, mas na minha opinião, isso é exagerar demais na tradição!


Vocês poderão finalizar este almoço ou jantar com uma bela mesa de doces, um bolo elegante e champanhe - um final bem tradicional e lindo! E não se esqueçam do registro fotográfico e por que não, em vídeo...uma lembrança para sempre!

Depois de alguns dias ou algumas semanas, o casal de noivos ou desta vez, os pais do noivo, podem oferecer uma segunda reunião, desta vez menos intimista, para poder comunicar aos familiares e amigos mais próximos sobre o noivado.

Por quanto tempo devem "permanecer noivos"???

Tradicionalmente, o "status quo" de "noivos" deve durar no máximo de um à dois anos, tempo mais que suficiente para que organizem com maestria o casamento, o grande dia!

Contando ainda com mais uma tradição...

Além das alianças que são trocadas entre os noivos, o noivo poderá dar à noiva um anel de diamente ou outra peça que tenha grande significado para ele, e a noiva deverá também presenteá-lo, retribuindo tal gesto, com um presente, que também poderá ser uma jóia, um relógio etc (sempre um objeto de valor significativo, ou financeiro ou pessoal, ou até mesmo, os dois juntos) - quer mais significado financeiro e pessoal que o anel de noivado que o Príncipe Willian deu à Kate quando celebraram o noivado real? O anel além dos quilates, pertenceu á mãe do noivo e foi dado à ela por seu pai, o Príncipe Charles no noivado dos mesmos antes do casamento que aconteceu em 1981.


Claro, aqui não somos príncipes e nem princesas, mas se vocês procurarem e quiserem muito imprimir um grande significado através de um objeto a ser dado de presente ao noivo ou à noiva, pense em algo assim.

Outras pedras preciosas também são comuns em noivados: safira, esmeralda, rubi...


Um anel de pedra semi-preciosa poderá ser dado à noiva?

Tudo isso vai depender das finanças do noivo e não fica feio dar um anel de presente com uma pedra semi-preciosa como por exemplo a turmalina, o topázio e a água-marinha, que inclusive, acho lindíssima.


Nos noivados em outros países geralmente acontece apenas esta parte, de ser dado um anel à noiva de pedra preciosa e ela um presente significativo para o noivo, sem a troca de alianças (as famosas "argolas"); porém aqui no Brasil ainda o mais comum é a troca das "argolas" e se os noivos seguirem à risca a tradição ainda se presentearão como explicado acima.



Eles também poderão ser presenteados no noivado por seus familiares com peças que façam sentido àquela união, ou mesmo peças mais especiais para o enxoval, para a casa (um vaso de cristal, um quadro, etc), aliás acho esta atitude de presentear os noivos neste "momento noivado" muito elegante.

E você? Como foi seu noivado? Quer me contar? Então deixe um comentário nesta mensagem ou escreva para amandicaindica@yahoo.com.br, e querendo envie algumas fotos que se, aprovado, poderá seu relato deste dia tão significativo ser publicado aqui no blog site!


Um grande beijo e até a próxima,

Amandica!

Um comentário:

Se você tem um comentário, seja ela uma dúvida, crítica ou sugestão, este espaço é aberto para você:

Tecnologia do Blogger.