Header Ads

Noiva consegue 'furar' bloqueio de trânsito para descer perto da Catedral

Votação do impeachment fechou tráfego a partir da rodoviária, a 1 km.
Casamento foi marcado há dez meses; PM e Detran autorizaram passagem.


Gabriel Luiz e Alexandre BastosDo G1 DF
Noiva Graciela Mendes chega a casamento na Catedral Metropolitana de Brasília neste sábado (16) (Foto: Alexandre Bastos/G1)Noiva Graciela Mendes chega a casamento na Catedral Metropolitana de Brasília neste sábado (16) (Foto: Alexandre Bastos/G1)
Os noivos Vinicius Coelho e Graciela Mendes conseguiram uma “brecha” no esquema de segurança que fechou a Esplanada dos Ministérios neste sábado (16), por causa da análise no plenário da Câmara dos Deputados do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, para que convidados estacionassem nos arredores e a própria noiva pudesse descer perto da Catedral Metropolitana. A igreja – uma das mais disputadas de Brasília – fica a um quilômetro da Rodoviária do Plano Piloto, onde começa o bloqueio no trânsito.
A cerimônia foi marcada há dez meses, e o cerimonial negociou com a Polícia Militar e com o Detran a passagem dos carros. O bancário Vinicius Coelho disse que não imaginava que a data coincidiria com a votação. "Tinha muita gente na fila, e escolhemos o 16 do 4 [abril] de 2016 por ser um número simbólico. Acabou que vai ser uma data marcante", disse.
  •  
Mapa mostra trajeto entre a Rodoviária do Plano Piloto e a Catedral Metropolitana de Brasília (Foto: Google/Reprodução)Mapa mostra trajeto entre a Rodoviária do Plano Piloto e a Catedral Metropolitana de Brasília (Foto: Google/Reprodução)
Pelo acordo, os convidados precisavam mostrar os convites para poder acessar a região. "Conversamos com a PM e o Detran, e quem mostrar o convite vai poder estacionar no local, acessando pelos anexos [uma via paralela ao Eixo Monumental]. Terminou virando um estacionamento exclusivo, sendo que normalmente é muito difícil conseguir vaga."
Coelho e a policial civil Graciele já viviam juntos havia dois anos e meio. Ele diz acreditar que os protestos previstos para ocorrer durante a noite deste sábado não atrapalharão a cerimônia, que começou às 19h. "Eu conheço os protestos em Brasília, que costumam acontecer mais para frente do Congresso." O noivo tem 34 anos e se declarou favorável ao impeachment.
Noiva Graciela Mendes chega a casamento na Catedral Metropolitana de Brasília neste sábado (16) (Foto: Alexandre Bastos/G1)Noiva Graciela Mendes chega a casamento na Catedral Metropolitana de Brasília neste sábado (16) (Foto: Alexandre Bastos/G1)
Motorista do carro que transportou a noiva, Roger Guimarães se disse surpreso com o que aconteceu. “Eu nunca passei por uma situação como essa, mas conseguimos entrar pela L2. A noiva poderia ter entrado pelos fundos da igreja, mas ela quis entrar pela frente, claro.”
Roger Guimarães, motorista do carro que levou a noiva até a Catedral Metropolitana de Brasília neste sábado (16) (Foto: Alexandre Bastos/G1)Roger Guimarães, motorista do carro que levou a noiva até a Catedral Metropolitana de Brasília neste sábado (16) (Foto: Alexandre Bastos/G1)
Primo do noivo, o mineiro Marden de Assis conta que veio a Brasília pela primeira vez justamente para o casamento. O homem tem 51 anos e diz ter opiniões políticas divergentes da mulher e dos filhos, mas afirmou que isso não prejudica a convivência entre eles.
Ele diz que é preciso abrir mão para manter a serenidade nas discussões. "A gente cede. Tem tido cessão de ambas as partes", diz. "A crise econômica justifica alguma mudança a ser tomada com urgência.”
Noivo Vinicius Coelho aguarda casamento na Catedral Metropolitana de Brasília neste sábado (16) (Foto: Alexandre Bastos/G1)Noivo Vinicius Coelho aguarda casamento na Catedral Metropolitana de Brasília neste sábado (16) (Foto: Alexandre Bastos/G1)
O filho, Tales de Assis, de 22 anos, diz entender a posição do pai, mas discorda a respeito de haver “justificativa para o impeachment”. "Às vezes rola climão em almoço", brinca.
O irmão, Vitor Hugo, preferiu não declarar posição. "Eu me considero neutro." Para a mãe, Lucy Coelho, o importante é saber ouvir uns aos outros. "Fanatismo não tem lá em casa."

Nenhum comentário

Se você tem um comentário, seja ela uma dúvida, crítica ou sugestão, este espaço é aberto para você:

Tecnologia do Blogger.