Header Ads

CONVITE DE CASAMENTO - dicas Fatima Ziegler




Ao fazer a escolha do convite para o casamento é fundamental que ele tenha a identidade do evento, pois no momento em que o convidado recebê-lo saberá exatamente o estilo que será a festa (ou não). Certamente que essa seria a escolha perfeita, mas que nem sempre acontece. Quando o cliente não é bem orientado acaba cometendo equívocos inesperados como, por exemplo, colocar caricaturas em convites, desviando o foco de um evento clássico. 
É importante ficar atento a esse detalhe, sabendo que o convite informa a distinção da ocasião.

Uma dúvida que sempre surge entre profissionais e os noivos: 

Quando os pais convidam?

O que se comenta é que os tempos mudaram, as famílias mudaram e os conceitos também mudaram. Através da minha visão de uma Cerimonialista tradicional, continuo afirmando que o tempo passa, as tradições ficam e os pais sempre deverão convidar, independente dos noivos pagarem o seu próprio casamento. As origens devem ser mantidas no convite, dando o orgulho merecido aos pais.
Em raríssimas situações, como sérios problemas familiares, os Noivos poderão convidar, mantendo o nome dos pais em outro estilo de redação.
Exemplo: nome dos Noivos... filhos de... convidam para a cerimônia...

Na ausência de um dos pais, eu particularmente não gosto de mencionar “in memoriam” (IM) ou corações ao lado do nome.
Levando em consideração que em casamentos teremos apenas grandes amigos e familiares, todos sabem exatamente o que se passa com os sentimentos dos Noivos.

E aquele triste e deselegante cartão que é anexado ao convite para lembrar ao convidado que deverá passar na loja para comprar o presente, eu considero totalmente dispensável. O Cerimonial informará tudo isso na ocasião do R.S.V.P.

Hoje todas as informações poderão ser passadas através do site dos noivos com um toque de elegância.
Aproveitem esse valioso instrumento de comunicação para criar belos textos, mesmo que o assunto não seja tão belo como se parece. Ainda assim, temos a capacidade de transformá-lo em um conto de fadas.

Ficam as dicas.


Beijos

Fatima Ziegler.
Cerimonialista.
Professora de Etiqueta e Postura



Nenhum comentário

Se você tem um comentário, seja ela uma dúvida, crítica ou sugestão, este espaço é aberto para você:

Tecnologia do Blogger.