Header Ads

Lar Elohim - projeto social


Como sabem, o Amandica Indica também possui aqui no blog uma área de Projetos Sociais e através dele peço à vocês que conheçam a ONG Lar Elohimhttps://www.facebook.com/pages/Lar-Elohim/271804459582434?id=271804459582434&sk=info que ajuda na recuperação de dependentes químicos bem como atua na evangelização destes.



Conheçam, quem puder ajudar, a casa vive somente de doações e muito trabalho de seus mantenedores Ronaldo Baruch e Chris Baruch e do trabalho dos próprios internos que fazem puffs (inicialmente) para ajudar e tb poder ter uma ocupação quando sair de lá. Podem adicionar ambos para conhecer seus trabalhos ou entrar em contato pela Fan Page ou estes contatos:

11-2869-6799 ou 11- 96856-8985
email:larelohim@hotmail.com

"Atos 10, 45:48 – Os judeus convertidos que vieram com Pedro ficaram admirados de que o dom do Espírito Santo fosse derramado até sobre os gentios, pois os ouviam falando em línguas e exaltando a Deus. A seguir Pedro disse: “Pode alguém negar a água, impedindo que estes sejam batizados? Eles receberam o Espírito Santo como nós!” Então ordenou que fossem batizados em nome de Jesus Cristo. Depois pediram a Pedro que ficasse com eles alguns dias.

Pedro não agiu com preconceito/discriminação ao batizar os gentios com o Espirito Santo e isso surpreendeu muito os judeus convertidos. Com isso, Pedro justificou seu posicionamento dizendo, que ninguém pode negar água para aquele que precisa ser batizado, pois, todos podem ser batizados em nome de Jesus Cristo e se tornar seu filho como cada um deles.

É possível refletir sobre a ajuda ao próximo através dessa palavra. Não podemos se negar a ajudar quem precisa, seja lá quem for que precise de nossa ajuda.

Deus não nos vê e não nos trata com discriminação, pelo contrário, aos olhos Dele somos todos iguais e todos podem se arrepender e se converter ao Senhor. Se Deus nos vê assim desse modo, porque nós vemos nosso semelhante com desigualdade? Em algumas vezes com preconceito? Tratamos com indiferença?

Deus nos afirma que todos são amados por Ele, que todos são seus filhos. Mas, é preciso nós estarmos cientes que somos todos iguais, mesmo perante as diferenças físicas e financeiras, que não podemos discriminar uns aos outros e nem negar ajuda ao próximo, indiferente da circunstância que esse próximo se encontre".




Nenhum comentário

Se você tem um comentário, seja ela uma dúvida, crítica ou sugestão, este espaço é aberto para você:

Tecnologia do Blogger.