Header Ads

Fatos sobre Câncer bucal e lesões Orais - Dr Ney Schreiber


Acessem o site da
Clínica do Dr Ney Schreiber e sua equipe
(parceiros e indicados do blog e da consultoria)
http://www.clinicaesteticadental.com.br


O câncer oral ocorre mais freqüentemente em indivíduos fumantes e ou naqueles que consomem grande quantidade de álcool. Porém, mais de 25% dos casos de câncer bucal ocorrem em pessoas que não fumam e que somente bebem socialmente . Em outros estudos verificou-se que a incidência de câncer de boca aumenta com a piora do estado dentário (dentes em mau estado de conservação, ou fora de posição, próteses removíveis e dentaduras mal-adaptadas ) e que os tabagistas e etilistas crônicos geralmente apresentam dentição inadequada e risco de câncer de boca oito vezes maior que aqueles que não apresentam essas características. Parece viável que , na presença desses fatores de risco, os fatores genéticos possam de certo modo determinar o risco. No Brasil, assim com em outros países, os homens são mais afetados pelo câncer de boca que as mulheres na proporção 10:1, afetando mais os pacientes de idade avançada. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a população do Brasil irá aumentar 5 vezes entre 1950 e 2025, mas durante este período a população de idosos deverá aumentar 16 vezes. No ano de 2025 teremos mais de 32 milhões de brasileiros com 60 anos, o que aumenta drasticamente a população de maior risco ao carcinoma espinocelular de boca.

Estudos têm apontado que a carência de certos nutrientes acarreta o aparecimento da modificação da mucosa bucal, que pode predispor à transformação carcinomatosa. Assim a carência de selênio, cálcio e algumas vitaminas, incluindo A, E, C, betacaroteno e riboflavina resultam em maior risco de carcinoma bucal. Foi observado que o risco de câncer de boca em mulheres era inversamente proporcional ao consumo de frutas e verduras frescas e que o maior consumo de frutas cítricas e alimentos contendo betacaroteno resultava em um efeito protetor contra este câncer.

A presença de fatores físicos tais como radiação ultravioleta ou o calor provocado pelo cachimbo têm sido apontados com os grandes responsáveis pelo câncer de lábio.

A lesão oral, produzido pelo câncer de boca, pode apresentar algum dos seguintes sinais e ou sintomas como características ,que podem estar ou não associados: Lesão avermelhada ou esbranquiçada, lesão baixa e plana ou grossa e endurecida, áspera , sensível ou assintomática. Normalmente as lesões não apresentam dor, e você não percebe a sua existência. Pelo fato de que a maioria das lesões são planas, muito pequenas, ou em áreas da boca de difícil visibilidade, elas freqüentemente são observadas somente pelo dentista durante um exame acurado e periódico.

Junte-se a nós, na luta contra o câncer de boca. 

Ocorrem atualmente 262.000 óbitos por cânceres da cavidade oral e da faringe em todo o mundo. Na região sudeste do Brasil, o câncer classifica-se como a terceira causa de mortalidade Os mais importantes avanços na luta contra o câncer têm acontecido na prevenção e identificação precoce. Como exemplo, temos o exame Papanicolau para o câncer uterino, o exame do reto e o teste PSA para o câncer da próstata, e a mamografia e o exame de toque para o câncer de mama. Todos esses exames e outros mais, têm sido de importância no diagnóstico preventivo. Assim, também na Odontologia; agora temos um exame de similar impacto no diagnóstico precoce e diminuição do câncer bucal e sua mortalidade.

Os dois aspectos mais importantes relativos ao câncer bucal, de responsabilidade do cirurgião dentista, incluem o diagnóstico precoce e a prevenção, baseados principalmente, na conscientização do paciente em relação aos malefícios do tabaco e ou fatores irritantes crônicos locais .Nos Estados Unidos, por exemplo, os dentistas estão envolvidos em um programa de interrupção do tabagismo, projetado pelo Instituto Nacional de Saúde, isto, provavelmente, porque os dentistas ocupam melhor posição do que os médicos, na influência que exercem sobre seus pacientes, devido a consultas mais regulares durante anos.

Qualquer lesão oral, desde uma simples afta, deve ser avaliada , diagnosticada, e acompanhada, afastando a possibilidade de ser uma lesão pré-malígna ou malígna.

Caso observe algo de diferente na cavidade oral, língua ou lábio, não deixe para depois!

Realize você também um exame clínico e laboratorial periódico no seu dentista!

Como Prevenir Traumatismos Dentais nos Esportes - Primeiros Socorros

Não seja vítima de um acidente previsível use um protetor bucal

Todas as atividades esportivas estão associadas a um certo risco de lesões orofaciais devido a quedas, colisões e contato com superfícies duras. Os esportes de contato tais como, hóquei sobre o gelo, futebol americano, handbol, futebol e basquete com seu alto risco de colisões em alta velocidade, são propensos a lesões dentais ou outros tipos de lesão.

De acordo com o National Institute of Dental Research USA - 2000, 1 em cada 10 atletas incluindo os que praticam esportes somente finais de semana, recebem algum tipo de traumatismo na face ou boca. Mais de 5 milhões de dentes são perdidos em atividades esportivas todo ano nos EUA. São mais de 13700 dentes por dia (National Youth Sports Foundation - USA,1992).

Entre os esportes de alto risco podemos citar o futebol americano, hóquei no gelo, artes marciais e skate. Dentre os esportes de médio risco destacam-se basquete, mergulho, squash, ginástica e polo aquático(FDI,1990).

Assim, a evidência clínica e experimental sugere que protetores bucais podem ajudar a distribuir a energia do impacto e, portanto, reduzir o risco de lesão grave .De acordo com a American Dental Association (ADA),mais de 200.000 traumas orais são prevenidos anualmente nos Estados Unidos por protetores orais . Pesquisas apontam que no futebol americano, onde os protetores bucais são obrigatórios, somente 0,07% de todos os traumas envolveram os dentes e ou a cavidade oral. Já no basquete onde os protetores orais não são usados, 34% de todos os acidentes traumáticos nos jogadores envolveram os dentes ou a cavidade oral.

Obviamente, traumas orais poderiam ser reduzidos se crianças, adolescentes e adultos usassem os protetores orais exclusivos fabricados sob medida. Para se ter uma idéia ,o custo total de reabilitação de um único dente perdido durante o esporte é 20 vezes mais caro que o custo preventivo pago por um protetor oral laminado fabricado sob medida.

Nem todos os tipos de protetores são iguais. Podemos classificá-los em 3 tipos básicos :

 A. prontos, B.confeccionados na boca e C. protetores feitos sob medida - PLAYSAFE.

A. Os protetores prontos são de látex ou cloreto de polivinil, em geral feitos de três tamanhos e pretensamente de adaptação universal; a vantagem e seu baixo custo. Contudo eles impedem a fala e a respiração, uma vez que só podem ser mantidos no lugar pela oclusão. Não há evidências de que eles possam redistribuir as forças de impacto.

B. Os protetores feitos na boca são produzidos a partir de um kit fabricado que consiste em uma moldeira externa razoavelmente rígida e um material de preenchimento macio e resiliente polimerizado pelo calor ou autopolimerizável. Esses protetores têm a vantagem de uma melhor adaptação e são mais baratos.

C. Os protetores feitos sob medida são feitos individualmente por um dentista sobre os modelos de estudo de gesso das arcadas dentárias dos atletas Inventado na Inglaterra, o PLYSAFE tornou-se o mais utilizado protetor oral fabricado na Europa, Austrália e Estados Unidos da América. Esses protetores apesar de serem mais caros, são bem confortáveis, têm uma precisão de microns no ajuste e protegem até 10 vezes mais que os outros protetores. 

Além disso pesquisas demonstram que o esforço de ruptura do protetor oral PLAYSAFE excede o valor de todos os outros protetores orais fabricados sob medida.

Quais as medidas de emergência apropriadas a serem tomadas imediatamente após o traumatismo dental?
As recomendações de emergência para o público em resposta ao traumatismo dental em dentes permanentes está baseada no tipo de trauma . Dentre os tipos mais comuns de trauma a serem identificados pelo público leigo podemos citar: fratura de coroa, dente avulsionado, ou seja, saiu da boca.

Primeiros socorros para fratura de coroa

1. Encontrar o fragmento de dente e colocá-lo em um copo com água.

2. Procurar tratamento odontológico imediatamente.
3. O dentista de posse do fragmento pode reposicioná-lo usando técnicas com adesivo dentinário e resina composta.


Primeiros socorros para avulsão 

Com frequência , um dente permanente que foi avulsionado (saiu da boca) pode ser salvo por meio dos primeiros socorros e do tratamento imediato.

1. Encontrar o dente e segurá-lo pela coroa.

2. Se o dente estiver sujo, lavá-lo brevemente (10 segundos)sob água corrente, sem esfregarnada, e reposicioná-lo.

3. Se isso não for possível, colocar o dente em um copo com leite ou meio de transporte especial.

O dente também pode ser transportado na boca, mantendo entre os dentes e a bochecha.

4. Procurar tratamento odontológico de emergência imediatamente.




Na Schreiber Odontologia e Saúde, Clínica de Estética Dental Computadorizada os pacientes interessados podem participar de um programa de prevenção total -PPT, onde medidas preventivas são aplicadas para se evitar cáries, doença periodontal, câncer e traumatismo dental. Além disso sua equipe dá palestras de prevenção do trauma dental e seus primeiros socorros em escolas, clubes e academias onde tais esportes são praticados.

Aos interessados favor mandar e-mail para neycosta@uol.com.br ou agendar palestras pelos telefones :

5052-4079 ou 5052-4267.

Emergência 24 horas -             011 8339-1615      

English and Portuguese spoken

Nenhum comentário

Se você tem um comentário, seja ela uma dúvida, crítica ou sugestão, este espaço é aberto para você:

Tecnologia do Blogger.