Header Ads

Alianças, modas e modos…


by Rosana Negrão
www.rosananegrao.com.br
Avatar of Rosana Negrão Atelier

Dos anéis de ferro ao Diamante Capilar Brilho Infinito, um longo caminho!
Alianças significam exatamente isso: aliar-se. Tomar o companheiro como seu amigo e aliado para a vida. Há muito tempo atrás, em muitas culturas, as alianças eram de ferro, certamente em referência à tenacidade e resistência deste metal. Depois foram de prata, considerado o mais puro e espiritual dos metais (e mais acessível aos bolsos também…). E, finalmente, chegou a vez do ouro e da platina.
A aliança de ouro da noiva era usada como complemento do anel de noivado, algo com significado completamente diferente da atualidade. Não era aliança, era só a joia que marcava o pedido. Daí a importância da preciosidade da pedra, que podia não ser necessariamente um brilhante, mas que deveria refletir o esforço financeiro do noivo como qualidade da sua intenção. Depois do casamento, a mulher o guardava, para exibi-lo somente em ocasiões especiais. Só bem mais tarde veio o hábito de tê-lo junto no mesmo dedo da aliança. Quando surgiu a moda do solitário, anel de brilhante já era um conjunto com a “verdadeira” aliança, até que passou a substituí-la.
Alianças em ouro rose 18k com 3 diamantes princess!

Na Europa e na América do Norte, antes das alianças singelas, sem pedra, as famílias ricas ofereciam um anel majestoso para o noivo e mandavam confeccionar outro, mais sóbrio, mas tão valioso quanto, para o futuro marido. Usar alianças depois de casados era absolutamente opcional. Isto gerou, com o tempo, o costume que permanece até hoje por lá (e adotado também por aqui), de anéis com pedras para ambos, sendo o do homem mais encorpado no metal e mais discreto na gema.
A modernidade a praticidade foram dando, cada vez mais, espaço aos anéis sem pedras, para ambos. Aceitos como alianças de compromisso, substituíram o anel de noivado. devem ser recolhidos dias antes do casamento, para que seja feita a gravação dos nomes e da data do enlace. Detalhe: se alianças para noivado, as gravações devem constar apenas os nomes do par, usados opostamente: ele usa uma aliança com o nome dela e ela a com o nome dele. Só depois de casados é que se grava a data e o os nomes juntos, tipo “ Maria e José”. É a tradição.
A regra moderna é ampla. Permitem-se duas alianças iguais, assim como a dela com pedra e dele sem… E ainda com pedras para os dois, que podem ser idênticas ou mesmo a maior para ela. Vale até mesmo com muitos diamantes, para as joias de ambos. Modernamente, a tecnologia também ajuda. Agora é possível apertar mais ainda este laço, criando um diamante a partir do carbono recuperado do cabelo de ambos os nubentes. Basta só querer e o Diamante Capilar Brilho Infinito, com parte de cada um, pode adornar as mãos de vocês! Conheçam essa revolucionária ideia conosco!
Anel com Diamante Capilar Brilho Infinito.


Nenhum comentário

Se você tem um comentário, seja ela uma dúvida, crítica ou sugestão, este espaço é aberto para você:

Tecnologia do Blogger.